O Processo de Ensino-aprendizagem do Português no Contexto Multicultural Moçambicano

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Marcelino Horácio Velasco
Alexandre António Timbane

Keywords

imposição histórica do português, fracasso escolar, país multilíngue, país multicultural

Resumo

O fracasso escolar dos alunos provenientes das zonas suburbanas e rurais está no centro da inquietação deste trabalho, que tem como motivação a constatação da imposição histórica do português como língua oficial e de ensino em Moçambique, bem como a falta de valorização e prática das línguas nacionais de origem bantu, num país essencialmente multilíngue e multicultural. O objetivo foi identificar as possíveis causas que levam os alunos ao insucesso escolar. Em termos metodológicos, a revisão bibliográfica e da Constituição da República de Moçambique constituíram a base de sustentação deste trabalho. Concluímos que a literatura nestas línguas deve ser criada e divulgada. Além disso, a alfabetização nestas línguas deve ser uma prática social obrigatória, a fim de reduzir a estranheza e o preconceito linguístico. Dessa forma, os alunos poderiam produzir textos relacionados à sua vida social.

Abstract 140 | PDF Downloads 118

Referências

Bagno, M.2014. Língua, linguagem, linguística: pondo os pontos nos ii. São Paulo, Parabola.
Benson, C. J. 2000.The primary bilingual education experiment in Mozambique, 1993 to 1997. International Journal of Bilingual Education and Bilingualism, v.3, nº3, p.149-166.
Berger, P; Luckmann, T.2005. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes.
Burgeile, O.; Lazaro, P. R. P.2009. Formulação de uma agenda de educação multicultural em políticas públicas. in: Burgeile, O.; Rocha, J. C. B. (Org.). Estudos em linguística aplicada: multiculturalismo e ensino-aprendizagem de línguas. São Carlos: Pedro e João Editores, p.53-66.
Chimbutane, F. S. 2009.The purpose and value of bilingual education: a critical, linguistic ethnographic study of two rural primary schools in Mozambique. 443f. Tese de Doutorado (Educação). Instituto de Educação, Universidade de Birmingham.
Coseriu, E. 1959.Teoria da linguagem e linguística geral: cinco estudos. Rio de Janeiro: Presença.
Crystal, D. 1988.Dicionário de linguística e fonética. Trad. Maria Carmelita P. Dias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.
Instituto Nacional de Desenvolvimento da Educação. 2001.Programa do ensino básico. Maputo: INDE.
Instituto Nacional De Estatística.2009. Recenseamento geral da população e habitação-2007. Maputo: INE.
Ki-Zerbo, J.2006. Para quando África: Entrevista com René Holenstein. Trad. Carlos Aboim de Brito. Rio de Janeiro: Palllas.
Lopes, J. de S. M.1999. Cultura acústica e letramento em Moçambique: em busca de fundamentos para uma educação intercultural. Educação e pesquisa. São Paulo, v. 25, n. 1, p. 67-87, jan./jun.
_______.2001. Escola e política linguística em Moçambique: a cidadania ameaçada. Teias: Rio de Janeiro, ano 2, n.3, p.1-10.
_______.2004.Cultura acústica e letramento em Moçambique: em busca de fundamentos antropológicos para uma educação intercultural. São Paulo: EDUC.
Malik, K.2014. Índice de desenvolvimento humano. New York: PNUD.
Meneses, L. J. J. M.2013. O ensino bilíngue em Moçambique: entre a casa e a escola. Salvador. 2013. 465 p. Tese de Doutorado. Universidade da Bahia, Brasília.
Moçambique.2004. Constituição da República de Moçambique. Maputo: Imprensa Nacional.
Ngunga, A. et al.2010. Educação bilíngue na província de Gaza: uma avaliação de um modelo de ensino. Maputo: CEA/UEM.
Patel, S. A. & Cavalcanti, M.2013. O caso do português em Moçambique: unidade nacional com base em educação bilíngue e intercompreensão.
Saussure, F. 2006.Curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix.
Senna, L. A. G.1991. Língua materna e língua culta: pequeno manual de linguística geral e aplicada. Rio de Janeiro: LAG Senna.
_______.2012. Letramento, princípios e processos. 1.ed. Curitiba: PIS.
Severo, C. G.2013. Política(s) linguística(s) e questões de poder. Alfa. São Paulo, v.57, n.2, p.451-473.
Soares, M. 2005.Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Ed. Autêntica.
Timbane, A. A.2009. A problemática do ensino da língua portuguesa na 1ª classe num contexto sociolinguístico urbano: o caso da cidade de Maputo. 2009. 121f. Maputo, Moçambique. Dissertação de Mestrado. Universidade Eduardo Mondlane.
_______.2014a.O ensino da língua portuguesa em Moçambique e a problemática da formação de professores primários. Difere: Artifícios, v. 4, n.7.
_______.2014b.A lexicultura no português de Moçambique. Linguagem: estudos e pesquisas. Catalão, vol. 18, n. 2, p. 43-59.
_______.2015.A complexidade do ensino em contexto multilíngue em Moçambique: políticas problemas e soluções. Calidoscópio. v.3, n. 1, p. 92-103.
Unesco. 1996.Declaração universal dos direitos linguísticos. Barcelona: UNESCO.
Wardhaugh, R. 1992.An introduction to sociolinguistics. 2ª ed. Oxford: Blackwell.
Weinreich, U. 1967.Languages in contact. 5.ed. The Hague: Mouton.