Publicado: 2021-10-22

Nesta edição apresentam-se vozes de investigadores de espaços diferenciados (Angola, Brasil, China, incluindo Macau, Moçambique e Portugal) que problematizam a questão do ensino da língua portuguesa, sustentada por diferentes perspetivas estratégicas e metodológicas. Realçam estes textos aspetos de motivação, de tipologia de aprendentes (incluindo as suas origens linguísticas e culturais e a sua formação prévia, se for o caso), de objetivos de ensino e de aprendizagem, de estratégias de ensino como o role play, de recursos digitais, e focam ainda as questões da necessidade da sensibilização e do diagnóstico, assim como a problemática das práticas da análise, mais ou menos, condicionadas por normas gramaticais.

A rica panóplia de contextos e de perspetivas, além da sua dimensão informativa para o leitor interessado pelo lugar do português no mundo e pelo seu ensino, assume uma dimensão formativa para investigadores e professores, exemplificando possibilidades de abordagem e de estudo de variadas questões de investigação. Testemunho desta conceção são os estudos apresentados que estimamos serem contributos relevantes para uma maior divulgação sustentável e um melhor conhecimento da língua que nos une e que permite que sejamos tão diferentes.

Artigos

Apresentação

Manuel Célio Conceição, Alexandre Mavungo Chicuna
Abstract 25 | PDF Downloads 26 | DOI https://doi.org/10.31492.2184-2043.RILP2021.40/pp.11-13

Page 11-13

Role-play como estratégia de ensino de língua

Manuel Duarte João Pires
Abstract 46 | PDF Downloads 33 | DOI https://doi.org/10.31492.2184-2043.RILP2021.40/pp.35-51

Page 35-51